Reportagem especial: Belvederes da rodovia BR-116 ficaram perdidos no tempo. Há três na região

BELVEDERE EM MURIAÉ-MG – RODOVIA BR-116

BELVEDERE DE LEOPOLDINA-MG – RODOVIA BR-116

BELVEDERE DE BICUÍBA – SÃO FRANCISCO DO GLÓRIA-MG – RODOVIA BR-116

BELVEDERE DA RIO-PETRÓPOLIS – RODOVIA BR-040

Professor muriaeense, Adellunar Marge disse que curtiu muito os belvederes

Da palavra Belvedere, que significa mirante, de onde se descortina um belo panorama, cuja localização permite às pessoas usufruir da vista, surgiu um projeto diferente no início da Década de 60 que tinha como objetivo tornar mais agradável a viagem das pessoas pelas rodovias brasileiras e na nossa região não foi diferente na BR-116, que acabava de ser pavimentada nesta região.

Nossa reportagem visitou recentemente três Belvederes desta região, um na Serra da Vileta, em Leopoldina, com uma linda vista (significado também de belvedere); um em Muriaé, em um local que também tem lindo visual no alto da serra que leva o seu nome, a Serra do Belvedere e o outro no município de São Francisco do Glória, no distrito de Bicuíba, este tem a sua frente uma linda e imponente cachoeira formada pelo Rio Glória.

Os três belvederes estão abandonados, o de Leopoldina encontra se isolado ao lado da pista e bastante danificado; o de Muriaé foi literalmente engolido pela mata, quase não se pode mais ser visto, conforme mostram as fotos recentes de nossa reportagem e o mais conservado nesta região, é o de Bicuíba, talvez sendo cuidado pelo município por se encontrar numa área urbana e devido também a cachoeira.

Procuramos saber mais dos monumentos e apuramos que os belvederes eram grande sucesso, um ponto de apoio importante para os viajantes que cortavam o país de Norte a Sul. Em Muriaé conversamos com o professor Adellunar Marge o qual disse que usufruiu e muito do Belvedere da Serra de Muriaé.

“Levava a família, fazia piquenique, e lá as pessoas contemplavam o horizonte, namoravam” disse Marge, relatando que os veículos ficavam estacionados próximo a grande área de frente para os monumentos.

Procuramos saber também o que teria enfraquecido o projeto que resistiu algumas décadas, e todos relataram que pode ter sido a ascensão da violência nas cidades e seus entornos ao longo dos anos, e hoje então, seria impossível desfrutar com tranquilidade dos belvederes. Também apontados a alta demanda de lazer, bem como a corre-corre dos brasileiros no dia a dia.

Um dos belvederes que ficou bastante famoso foi o Belvedere de Petrópolis, um monumento localizado na pista descida da Serra da Rodovia BR-040, construído no fim dos anos 50 e inaugurado na Década de 60 para sediar um restaurante, sua forma física é muito parecida com uma obra de Oscar Niemeyer, em Niterói.

Fotos: Site Silvan Alves/do Belvedere da Rio-Petrópolis fotos são do Blog flaviogomes.grandepremio.uol.com.br; Rouen e do Blog www.lugaresesquecidos.com.br

– Se você internauta tem fotos ou mais informação sobre os belvederes da região, favor entrar em contato com o Site. 

Ver Mais Notícias

21 Comments

  1. Meus parabéns pelo trabalho Silvan Alves. Tenho acompanhado as suas matérias que fogem à rotina factual do jornalismo e me sentido extremamente feliz com o seu compromisso em levar informação nova e de valor. Sempre me perguntei o sentido dessas construções, mas nunca havia pesquisado a respeito e a sua matéria hoje elucidou a dúvida que pairava sobre mim sempre que passava por esses belvederes. Avante meu amigo, esse jornalismo é o que vale à pena. 

    1. Reginaldo Roriz faço minha as suas palavras.Quando era criança passeava no Belvedere com meus tios e primos era um ótimo passeio ficar ali, brincar e curtir a paisagem que eu achava demais!

       

  2. Acho q seria muito interessante se a PMM olhasse com atenção o Belvedere de Muriae, pois lá é um local tranquilo espaçoso e bem fresquinho,  tenho slcerteza q famílias adorariam ir passear lá,  fazer piquenique… Hj em dia as pessoas tem ido muito ao açude do Hospital do Câncer.  Acho q lá seria mais uma opção 

  3. silvan eu adorei esta materia este belvedere de muriae eu curtir de mais em minha infancia.que lindo porque algum empresario nao o restaura tenho certeza gente aos domingo pra la.fica aqui a minha sugestao

  4. Parabens Silvan pela reportagen ,eu todas as veses que passo ali no Belvedere de Muriae me lebro de quando eu e meus irmaos eramos criancas nossos Pais nos levava ali e como era bom passar a tarde ali   Brincando fazendo piquonique ,nossa q saudade .

    Parabens mais uma vez 

  5. Sugiro tb, fazer uma reportagem sobre nossas praças,  que estao abandonadas a anos, e uma vergonha uma cidade deste tamanho e nao tem uma praça bonita, sugiro que a prefeitura ja que nao quer investir nessas praças,  faça uma parceria publica privada e exiga que os bares que estao explorando essas praças invistam tb nelas, facam uma reforma e contrate um jardineiro, e o minimo que eles poderiam fazer, ja que utilizam esse espaços enormes!!

  6. Me recordo que meu pai nos levava final de semana para passearmos no belvedere, era um lugar lindo e bem conservado, mas o que fazer se no Brasil as coisas sempre mudam para pior a cada ano que passam, não há interesse politico Federal. É de se lamentar.

  7. Uma torre de observação, também designada belvedere, belveder ou belver (do italiano belvedere), é qualquer estrutura construída com o objetivo de se poder usufruir da vista. Uma torre de observação é em geral uma estrutura autónoma e feita propositadamente com o intuito de proporcionar a observação do panorama circundante, mas pode também ser construída na parte superior de um edifício, podendo assumir a forma de torre ou de cúpula.

  8. QUASE TODOS OS DIA EU PSSO NAQUELE LOCAL PRA IR PRO TRABALHO!! POR FVOR DE UMA ATENÇAÕ PARA QUE NAO CONTEÇA O PIOR AINDA!! UMA LIMPEZA SEI OTIMOS PARA TERMOS MIS VISIBILIDADE. ALI PODE VIRR ESCONDERIJO DE BANDIDOS!! OBRIGDO :*

  9. Silvan, o Belvedere de Bicuiba, em São Francisco do Glória, não está abandonado. Ele foi recuperado há alguns anos e lá, todo ano, se realiza atividades culturais. Inclusive na última delas, houve um lual com apresentações artísticas, e o escritor Vivaldi Moreira, franciscano, foi homenageado na pessoa de seu filho, Pedro Moreira.

  10. O Belvedere de São Fca do Glória tem uma vista realmentete privilegiada. Nesta época então quando o rio Glória está com uma grande vazão, fica ainda mais atrativo. Uma pena mesmo o abandono. Merecia uma revitalização.

  11. Silvan, somos 4 irmãos e somos de Ubá. Quando éramos crianças, meu pai nos levava para passear na casa da mãe dele em Caratinga perto de um povoado chamado Sapucaia. Costumávamos parar nesse belvedere de Muriaé (este que caiu uma árvore em cima). Você sabe, criança não é fácil. Eu já subi na laje do belvedere. Era muito legal. Saudades do meu pai. Obrigado Silvan por me despertar lembranças tão ricas.

Deixe uma resposta para Miguel Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Close