Mega operação policial do estado do RJ chegou até a região de Muriaé. “Gorgona” tem 14 presos

A Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ) realizou nas primeiras horas desta quarta-feira (11) a “Operação Górgona”, um desdobramento da “Operação Raposo” desencadeada pelo GAP-MPRJ (Grupo de Apoio a Promotoria do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro) em conjunto com as Polícias Civil e Militar e que objetiva o cumprimento de 21 mandados de Prisão Temporária e 22 mandados de Busca e Apreensão, expedidos pelo juízo da Vara única da Comarca de Natividade.

“O Ministério Público busca a desarticulação de uma quadrilha de criminosos que abastece com drogas nas regiões Noroeste Fluminense e região Serrana do Rio e possui ramificações em cidades do interior de Minas. Os mandados de prisão e busca e apreensão estão sendo cumpridos nas cidades de Natividade – sede da operação – Itaperuna-RJ, São José de Ubá-RJ, Santo Antônio de Pádua-RJ, Itaocara-RJ, Nova Friburgo-RJ, Patrocínio do Muriaé-MG e Cataguases-MG” informou.

A Operação conta com o apoio de cerca de 70 policiais militares do 29ºBPM em 15 viaturas, além agentes da CSI, GAP de Itaperuna, Nova Friburgo, Campos e Macaé, e da corregedoria da Polícia Militar, 29º Batalhão de Itapeurna, 36º Batalhão em Pádua, Delegados de Polícia de Natividade e Itaperuna, bem como seus respectivos agentes, incluindo, ainda, o apoio da Polícia Militar de Patrocínio de Muriaé-MG e Cataguases-MG.

“Até o momento 14 pessoas foram presas, sendo que dois são policiais. Foram apreendidos 01 pistola, 01 revólver, 02 espingardas, farta quantidade de munição, 32 aparelhos celulares, 01 tablet, comprovantes de depósito bancário, cerca de 160 gramas de maconha, certa quantidade de cocaína, 02 balanças de precisão, grande quantidade de material para endolação de drogas e aproximadamente R$ 12 mil em dinheiro” informa a PMERJ.

Ver Mais Notícias

One Comment

  1. Aqui em Patrocínio do Muriaé a quantidade de gente estranha que chega e fica aqui na cidade é imensa. Tanta gente estranha, diferente, que a gente nem sabe por que está aqui na cidade. Nunca se sabe se são foragidos da Justiça, se são delinquentes, pedófilos, estupradores… …. também sempre aparece um rapaz estranho que fica perambulando pelo palco de eventos, roda a praça toda… Ninguém sabe de onde veio e o que está fazendo aqui na cidade. E o pior: Ninguém toma as providências. Nem a Polícia Militar, nem a Secretaria Municipal de Assistência Social da Prefeitura, ninguém… ….Isso é um absurdo, uma falta de respeito para com os munícipes. Cadê as autoridades?. Aqui está assim: Uma cidade “entregue as traças”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *