Emissão de documentos de identificação pode sofrer atraso no Posto de Muriaé

O Posto de Identificação da Polícia Civil de Muriaé foi obrigado a fazer algumas alterações nos serviços prestados à população devido a redução no quadro de funcionários feito pelo Governo de Minas, como forma de contenção de despesa.
A Unidade do UAI, em Muriaé, sofreu uma redução de oito funcionários, sendo que dois deles estavam prestando serviço ao Posto de Identificação, e a consequência foi a extinção de um dos três guichês.

Segundo Tierry Soares Coelho, investigador de polícia e supervisor do Posto de Identificação na Unidade do UAI Muriaé, mais de 1.000 documentos são emitidos mensalmente no Posto, com destaque para a emissão e segunda via de Carteira de Identidade.

“A rotina está mais apertada e a população precisa estar atenta ao prazo que precisa do documento, pois vai ocorrer atraso. Antes a primeira via ou mesmo a segunda via em feitas no prazo de três dias úteis, agora já foi alterado para cinco dias úteis.

No caso de documento que demanda acréscimo de nome, correção de dados, ou outras pendências técnicas, podem levar de 60 a 90 dias, pois muitos serviços são realizados no Instituto de Identificação, em Belo Horizonte. Por isso pedimos à população que procure fazer o documento com antecedência, para que não tenha dificuldade no futuro, como caso de viagens internacionais”, disse o investigador.

Ver Mais Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *