NAC Sub 11 Futsal fez bonito…. levou a taça de Campeão da Liga de Cataguases

Invicta desde 26 de março de 2019, contra grandes equipes como Remo (Cataguases), Real Minas (Cataguases), Açaí (Leopoldina), Titãs (Leopoldina) e Itamarati de Minas, os pequenos atletas do Nacional de Muriaé (NAC) desenharam durante todo o campeonato, com habilidade e determinação a vitória final.

A equipe composta por Adrian Augusto, Arthur Oliveira de Souza Cavalheiro, Guilherme Alvim Fontaine Scaramuzzi, Lucas Borel Vardiero, Yuri Andrade, Arthur de Souza Carvalho Mendes Apolinário, Arthur Gomes de Gana, Bernardo Rocha, Lucas Martins Dutra Tavares, Pierre Fonseca da Rocha, Victor Francisco Vargas Marques, Yann Benício obtiveram placares que demonstravam o sucesso da equipe.

Contra o Itamarati de Minas na casa deles, placar NAC 4×2; na quadra do clube do Remo, saíram vencedores NAC 4×1; contra o Titã de Leopoldina, NAC 9×0; contra um dos favoritos o Açaí, em Leopoldina venceram com facilidade, NAC 6×1.

A semifinal aconteceu no dia no dia 30 de maio na quadra do Remo, onde o Nacional se classificou para final NAC 4×1 Remo. E a grande Final que aconteceu no dia 08 de Junho contra o Açaí (Leopoldina) no Poliesportivo em Cataguases, com grande expectativa Nacional colheu os frutos da belíssima campanha vencendo por 2×1.

“A equipe do NAC, apesar da pouca idade apresentou o que tinha de melhor em quadra, os guerreirinhos sob o comando do Tio Ivan José e dos auxiliares Isaias e Victor Passos, demonstraram maturidade, compromisso, determinação, trabalho em equipe e total habilidade com a bola dentro das quatro linhas, fato esse que rendeu além da vitoria invicta no campeonato, todas as premiações extras, como Yuri Andrade, o Goleiro menos vazado (5 gols) e Guilherme Alvim, o grande Artilheiro (12 gols).

Os aplausos são inegáveis e o resultado do sucesso evidente, uma soma de ingredientes que começaram com um sonho coletivo, agregaram a responsabilidade de cada um nos treinos semanais até noturnos, o estímulo e liderança dos incansáveis treinadores , o apoio incondicional das famílias e a presença indispensável das famílias e amigos que com muita alegria torcia e vibrava com cada conquista.

As dificuldades foram muitas, desde a distância, a falta de favoritismo, de patrocínio, de tempo para treinar, mas nada os impediu de seguir em frente , cabeça erguida, gol a gol de forma limpa e com foco no objetivo final, porque aprenderam com muito esforço que apesar dos obstáculos, a união os fazem fortes e que nunca se desisti dos sonhos” ressalta a coordenação.

VEJA MAIS FOTOS… clique em “Leia Mais”.

 

Ver Mais Notícias

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *