Ato contra a política educacional do Governo Federal e contra a mineração em Muriaé

Um Ato contra a política educacional do Governo Federal e também contra a mineração foi realizado na manhã desta terça-feira na Praça do Trabalhador, em Muriaé. A iniciativa foi de movimentos sindicais e estudantis. É o terceiro ato realizado na cidade, assim como no país, voltado também para a política de educação.

TAMBÉM EM MURIAÉ. “Começou hoje (12) o Seminário “Diferentes Formas de Dizer Não: experiências de proibição, resistência e restrição à mineração”, reunindo mais de 30 movimentos e organizações de 15 estados brasileiros. O objetivo é trocar conhecimentos e pôr em debate as formas como os territórios têm se defendido do extrativismo mineral e o direito de dizer não à mineração.

Até a próxima quinta o encontro continuará promovendo discussão e convergências entre movimentos e organizações diante de um cenário que tem apontado para a consolidação do modelo mineral brasileiro, o qual, na contramão dos debates de hoje, amplia a abertura do mercado às empresas, colocando a importância da mineração acima da de outras atividades produtivas” informa o MAM – Movimento Pela Soberania Popular na Mineração

ACONTECEU EM BELISÁRIO: AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE MINERAÇÃO DE GRANITO. “A Audiência Pública do Conselho de Meio Ambiente de Muriaé tem o objetivo de promover o debate entre as pessoas sobre o projeto de mineração de Granito Verde que pretende se instalar na Fazenda da Onça, Zona Rural de Belisário e seus impactos nas águas, no solo, nas matas e também nas comunidades, para que as pessoas possam construir uma visão crítica e participar do processo de decisão se a mineração pode ou não vir para o seu território. A Audiência Pública foi realizada nesta terça-feira, dia 13/08, às 19h na Sede do GAB, em Belisário” relata a organização.

Ver Mais Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *