Polícia Militar de Miraí registra assassinato após furtos na zona rural do município

A Polícia Militar de Miraí foi abordada por volta das 18h deste domingo (20) por um motociclista, encarregado de uma propriedade da região da Fazenda Santa Rita, na zona rural de Mirai, nas proximidades do distrito de Dores de Vitoria e segundo ele, foi comunicado de um arrombamento em uma das casas e que o morador estaria em dificuldades.

Os militares foram para a região citada e em contato o morador que havia sido vítima de furto e ele relatou que ao chegar a casa, viu a janela dos fundos arrombada e que havia sido furtado da casa cerca de seis quilos de carne, dois fardos de refrigerantes, três caixas de achocolatado, R$ 850,00 em dinheiro e quatro frascos de perfumes. Juntamente com outros vizinhos foi ligado para a vizinhança para ver se depararam com alguém pela estrada. Foi observado que por perto da casa esteve um veículo Santana, prata, com o capô aberto e por perto dois homens.

Alguém chegou a parar e perguntar aos homens se o carro estava com defeito, e eles responderam que era apenas falta de água e que havia conseguido. Foi percebido também um vulto de alguém correndo no quintal da casa. Os moradores ficaram atentos depois do furto. Mais tarde um dos moradores deparou com um carro igual ao visto pela região e também um corpo caído próximo a ele, e próximo uma casa arrombada. Do carro foi retirada a chave para que ninguém fugisse com ele.

A Polícia Militar de Miraí compareceu ao local informado e lá deparou com o corpo de um homem de proximamente 1,80m, 85 kg, cabelos pretos, trajando bermuda jeans e camisa vermelha. Ele estava caído ao lado da porta de um veículo VW/Santana, prata, placa de Fervedouro-MG. A vítima foi morta a tiros.

Próximo ao corpo estavam objetos pessoais de vítimas espalhados, e também no imóvel e alguns foram largados próximos à porta.Outros pertences furtados estavam no interior do carro. A Perícia Técnica, funerária e guincho foram acionados. A vítima não foi identificada naquele momento pelas autoridades. As investigações ficarão a cargo da Polícia Civil.

Ver Mais Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *