Zema na abertura da Semana Internacional do Café. Região do Caparaó é atual bi-campeã

REGIÃO DO CAPARAÓ COM NINHO DA ÁGUIA E FORQUILHA DO RIO JÁ FOI GRANDE VENCEDORA DO “COFFEE OF THE YEAR”. A EXPECTATIVA É GRANDE PARA ESTE ANO 

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, participou nesta quarta-feira (20) da solenidade de abertura da Semana Internacional do Café (SIC), no Expominas, em Belo Horizonte. A feira de negócios é o principal evento da cadeia produtiva da cafeicultura no país.

“O Brasil precisa melhorar sua divulgação externa. Nós tivemos aqui eventos, como Olimpíadas e Copa do Mundo, e não aproveitamos a oportunidade para divulgar o café. É um produto pouco conhecido lá fora. Não exploramos bem o nosso café, o nosso turismo. E aqui no estado estamos muito empenhados em fazer isso. O café, neste ano, não está tendo um cenário tão adequado, o preço sofreu queda, mas temos perspectivas positivas para 2020. Nós temos trabalhado muito em Minas, junto à Emater-MG, principalmente na melhoria da qualidade do café. Precisamos ser mais criativos”, afirmou.

“Nós estimamos que haja, no nosso estado, cerca de 140 mil produtores de café. Destes, 123 mil são agricultores familiares. É para este grupo que nós precisamos desenvolver políticas, pois quando há renda no campo, há renda no comércio, na indústria e recolhimento de impostos para o Governo do Estado organizar suas finanças”, finalizou Valentini.

Presente na solenidade, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento em exercício, Marcos Montes, falou sobre o setor no âmbito federal e disse haver avanços significativos.

“Estou em um ministério extremamente importante para o Brasil, extremamente respeitado pelo presidente da República, que deu as prerrogativas para que a gente possa reforçar que o agronegócio representa o que há de melhor nesse país”, afirmou. “Eu acredito que o Brasil evoluiu e está avançando muito. Queremos abraçar o produtor rural, ele é o instrumento principal do nosso sucesso, mas as oportunidades têm que ser agarradas, vistas como um estímulo para que a gente possa evoluir tecnicamente”, ressaltou.

O Coffee of The Year, criado em 2011, elege os melhores cafés arábica e canéfora do Brasil por meio de voto popular. O concurso conta com duas fases, a primeira consiste em receber as amostras de produtores, já na segunda as 180 melhores amostras participarão de uma mesa de cupping durante o evento e serão provadas por compradores nacionais e internacionais. As 10 melhores classificadas são preparadas e disponibilizadas para degustação e voto do público (10 amostras de arábica e 5 de canéfora). O COY é voltado para produtores de todas as regiões do Brasil. A revelação e premiação do melhor café do ano é aberta ao público e conta com tradução simultânea.

FORQUILHA DO RIO, NINHO DA ÁGUIA, ARAPONGA… JÁ FORAM OS GRANDES VENCEDORES

Afonso Lacerda, da Fazenda Forquilha do Rio
Clayton, da Fazenda Ninho da Águia, em Alto Caparaó
Dona Sandra, de Araponga

Em 2018 foram enviadas 400 amostras e Afonso Lacerda, da Fazenda Forquilha do Rio, de Dores do Rio Preto, na região do Caparaó, divisa entre Espírito Santo e Minas Gerais, foi o bicampeão na categoria arábica, ele venceu em 2016.

Com a ajuda da sua esposa, Afonso, colhe a dedo cerca de 600 sacas de café todos os anos. 80% da produção é considerada especial. “A premiação me traz alegria em dobro: pelo café da nossa propriedade e por mostrar o potencial da cafeicultura do nosso Caparaó”, afirma Afonso.

Também participaram da cerimônia o presidente da Frente Parlamentar do Café, deputado federal Emidinho Madeira; o deputado estadual Antônio Carlos Arantes, representado o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Agostinho Patrus; o presidente da Federação da Agricultura, Pecuária do Estado de Minas Gerais e presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas, Roberto Simões; o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins da Silva Junior; o vice-governador do Estado de Rondônia, Zé Jodan; o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Dante de Matos; o presidente do Sistema Ocemg, Ronaldo Scucato; o diretor de Planejamento da Café Editora, Caio Alonso Fontes; o vice-presidente de Assuntos Públicos da Nestlé Brasil, Gustavo Bastos; o vice-presidente do Conselho de Administração do Sicoob Central Crediminas e presidente do Conselho de Administração do Sicoob Credicaf, João Batista Bartoli de Noronha; e a presidente da Aliança Internacional das Mulheres do Café – Capítulo Brasil, Cintia Matos.

Ver Mais Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *