Estrada rural de Macuco terá sua maior parte concretada segundo programa da Prefeitura

Trecho de concreto foi iniciado no sentido Rodovia-Macuco

Trecho de calçamento com bloquete no sentido Macuco-Rodovia

A estrada rural que liga a Rodovia Muriaé-Miraí ao distrito de Macuco, já está em fase inicial de pavimentação. Nossa reportagem esteve na região e registrou que o primeiro Km no sentido Macuco-Rodovia, recebe o calçamento de bloquete e no lado oposto, Rodovia-Macuco, a pavimentação será de concreto, que vai predominar na maior parte da estrada, cerca de 3 Km. A previsão de término da obra é para março deste ano. Foi informado também que estão neste programa de pavimentação da Secretaria de Obras, as estradas rurais de São Fernando e Belisário.

Ver Mais Notícias

10 Comments

  1. Muito bom esses serviços melhorando o acesso ao distrito de Macuco. O pessoal que utilizam a estrada que liga Divisório a São Fernando estão aguardando a conclusão da estrada, pois existe trexos que estão em péssimas condições, cheio de buracos. Fica aqui a observação.

    1. Asfalto exige um preparo muito grande da estrada onde ele será jogado, sem contar o preço absurdamente alto, o concreto além de ser bem mais barato é resistente e aderente.

  2. Pavimento de Concreto é muito bom, os cálculos para sua durabilidade são de 20 anos enquanto os para CBUQ (asfalto) são de 10 anos. Entretanto a minha observação diz que tem aluns erros aí, visualmente falando. Não foram executadas a Base (que normalmente é em solo granular – Britas, solos, cascalho, areia e outros. Não apresenta as juntas serradas a cada 3 a 5 metros + – e barras de transferência em aço CA 25 de 1″. O concreto também precisa ser de 45 MPa + – . Não antedendo estes critérios irá trincar tudo.
    Mas espero que sejam só problemas visuais.

    1. Pelo que se vê no local infelizmente não estão colocando as barras de transferência e as juntas de dilatação estão sendo mal executadas. Além disso a espessura da capa adotada é de cerca de 11 cm com inserção apenas de uma malha pop com bitola de 4.2 mm sobre solo não preparado. Quanto ao concreto, visualmente não conseguimos saber a resistência…mas se não tiver pelo menos uns 35~40 MPa, ficaremos sabendo em 2 anos ou menos com o tráfego dos caminhões que passam pela estrada.

      Estão tentando uma alternativa mais barata de fazer pavimento de concreto deixando de lado as boas práticas da construção e o atendimento às exigências do método adotado.

      Há de se avaliar até quanto adotar um sistema construtivo “pela metade” sai mais barato…
      Independente do sistema a ser empregado (pavimento de concreto, calçamento com blocos intertravados de concreto ou asfalto), deveriam estar o executando da maneira correta, como orienta a normatização técnica.

      Parafraseando os ensinamentos antigos… mais vale alguns quilômetros a menos de pavimentação bem feita com vida útil de 20 a 25 anos a muitos quilômetros de vias mal pavimentadas apresentando problemas com 2 ou menos.

      Atenção que ainda há tempo de fazer bonito! É só querer fazer bem feito!

  3. MUITO BOM TRABALHO MAS SERIA MELHOR SE TODOS TIVESSE ESTE MESMO PREVILEGIO DE ESTRADA BOA NÃO PRECISAVA ESTA MARAVILHA DE PISTA MAS CADA UM PUCHA EMBIRA PRO SEU SACO. NO MEU CASO NÃO CONSIGO TER ACESSO A PROPRIEDADE NA CARIOCA VIA BOA FAMILIA MUITA CHUVA SIM, MAS A PREFEITURA VEREADORES NÃO ESTÃO DANDO ATENÇÃO PARA OS PEQUENOS PRODUTORES QUE NECESSITAM DAS ESTRADAS DE TERRA PARA TRANSPORTE DE SUA PRODUÇÃO DE LEITE OU ATE MESMO UMA NECESSIDADE DE VIR ATÉ UM MEDICO EM CASO DE URGÊNCIA TUDO BEM ESTAMOS DE OLHO. VOU FILMAR E COLOCAR NO YOU TUBE FACEBOOK O ESTADO QUE ENCONTRA NOSSAS ESTRADAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *