Dois jovens assassinados em Leopoldina. Tentativa de homicídio contra militares tem 5 presos em Araponga

9 de janeiro de 2017


Dois jovens, identificados apenas pelos primeiros nomes, Bruno e Vitor Hugo, foram assassinados a tiros na noite deste domingo (8) por volta das 21h55 na Rua Ribeiro Junqueira, no Centro de Leopoldina. Um terceiro também teria sido baleado. Os autores seriam dois homens que fugiram a pé logo em seguida.

Dois carros estacionados na rua também foram atingidos pelos tiros. alvejados, sendo que um deles com um disparo e o outro com dois. Uma das vítimas foi socorrida no local pela Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros e levada para o Pronto-Socorro Municipal. O outro rapaz conseguiu chegar ao PSM à pé, com um ferimento no peito, mas não resistiu e morreu assim que deu entrada no local. Um deles levou um tiro na cabeça e três no peito, segundo informações preliminares.

Dois menores de 16 anos foram apreendidos horas após o assassinato de Victor Hugo Silva Norberto, de 18 anos e Bruno Nogueira Oliveira, 17 anos, na Rua Ribeiro Junqueira, em frente aos Correios em Leopoldina. O crime aconteceu na noite deste domingo (8), por volta das 21h55, e os suspeitos foram localizados pela Polícia Militar e pela equipe da Divisão de Homicídios da Delegacia de Polícia Civil de Leopoldina no bairro Tomé Nogueira. Nessa reportagem tivemos a colaboração dos site O Vigilante Online, parceiro do site Silvan Alves na cidade de Leopoldina.

CINCO SUSPEITOS DE ENVOVIMENTO NA TENTATIVA DE HOMICÍDIO CONTRA POLICIAIS MILITARES NA CIDADE DE ARAPONGA ESTÃO PRESOS A PEDIDO DO MP

A Justiça de Ervália decretou a prisão de cinco suspeito de envolvimento no atentado contra dois policiais militares na cidade vizinha de Araponga. Na ultima quarta-feira, cinco dos oito envolvidos foram presos e encaminhados para DP onde foram ouvidos e apenas o suspeito Giovani Dias Alves, foi preso em flagrante, baseado na lei o delegado responsável pelo caso liberou quatro envolvidos incluindo um menor.

Em seguida o Ministério Público pediu à Justiça da Comarca de Ervália os Mandados de Prisão preventiva de todos os envolvidos, o que foi feito. A PM montou uma operação e cumpriu quatro mandados em desfavor dos suspeitos, todos tiveram suas prisões preventivas por 30 dias decretadas pelo Poder Judiciário da Comarca de Ervália.

O QUE ACONTECEU: “Policiais militares do destacamento de Araponga foram surpreendidos por disparos de arma de fogo na noite de quarta-feira (04). Uma viatura realizava um patrulhamento preventivo pela Rua José Ernesto Kümmel, no Centro, quando o militar Sargento Matheus e a policial feminina Cabo Medina, foram alvejados por disparos de espingarda cartucheira. O sargento acelerou a viatura e conseguiu sair do local, com destino ao posto de saúde para atendimento médico. Os policiais foram encaminhados para o hospital em Viçosa, o sargento Matheus foi socorrido com uma perfuração na região das costas. Já a policial Medina deu entrada com ferimentos no rosto e foi transferida para um hospital na cidade de Ubá".

4 Comentários

  1. Pena de morte pra esses vagabundos

  2. Engraçado tentaram contra a vida dos policiais? Aonde esta os direitos dos … nesse momento para defenter os policiais garanto q nao tem mais pros …a deve ter ne.

  3. Olhem a cara dos jovens assassinados. Cara de trabalhadores?

  4. Rogério reflita neste pensamento: NÃO JULGUE UM LIVRO PELA CAPA, NEM UM HOMEM PELA APARÊNCIA! 

Comente esta notícia

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios devem ser preenchidos *

*

Scroll To Top