NOVAS NOTÍCIAS
 
 
Casa Guarino

Polícia Rodoviária Federal recebe novo tipo de arma para uso em conflitos

6 de dezembro de 2011


Treinamento com as novas pistolas foi feito em Leopoldina

Espargidor de Pimenta - O Spray de Espuma de Pimenta

A Polícia Rodoviária Federal incorpora inovação tecnológica ao acervo de equipamentos utilizados nas ações de segurança pública. Recentemente foi adquirido o denominado Dispositivo de Condução de Energia – DCE que passará a compor o conjunto de instrumentos utilizados no trabalho operacional ao longo das rodovias e estradas federais do nosso país. Os policiais rodoviários federais da região de Muriaé, Leopoldina e Fervedouro já foram treinados para a utilização de armas não letais. Esse tipo de arma é utilizado na resolução de conflitos quando se esgotam todas as possibilidades de negociação, persuasão e mediação, proporcionando aos agentes uma forma de imposição da lei que respeite a integridade física das pessoas e cause menos danos ao cidadão infrator. A arma não letal, uma “pistola elétrica” é chamada de “Dispositivo de Condução de Energia – DCE” e é projetada para incapacitar agressores temporariamente, sem, entretanto causar danos permanentes. “Os DCEs quando disparados lançam dois dardos ligados à arma por fios condutores isolados que transmitem energia elétrica até o agressor, com ação direta no sistema nervoso sensorial e sistema nervoso motor. Sua eficiência não se baseia na dor ou no impacto, mas no emprego de uma corrente elétrica que por suas peculiaridades produz no organismo contrações musculares ritmadas e involuntárias, alternadas com rápidos relaxamentos que incapacitam momentaneamente o infrator. Apesar de ter sido projetado para imobilizar à distância, o DCE pode ser usado também como arma de contato” informou a PRF. Segundo o Inspetor Guedes, chefe do policiamento da Delegacia 04/07 da Polícia Rodoviária Federal, tais armas serão de grande utilidade no dia a dia da PRF, que constantemente lida com situações em que é preciso conter distúrbios diversos, sendo os mais comuns tentativa de saques a cargas de veículos acidentados.  “Tanto o DCE como o espargidor de pimenta que também foi alvo de treinamento e instrução para os policiais, visam conter situações de conflito sem a necessidade do emprego de armas letais”, disse Guedes à nossa reportagem. O treinamento aconteceu em Leopoldina nas dependências do DNIT, com instrutores da PRF de Juiz de Fora e Rio de Janeiro.

16 Comentários

  1. Cada vez mais a PRF vem se aperfeiçoando para melhor nos servir.

  2. É gente, o estado está cada vez mais se armando contra a população.
    Outra observação que faço, fui a Barbacena ontem, e passei por uns 15 radares que não existiam. Um verdadeiro absurdo. Tanto que observei que 3 foram derrubados, creio eu como uma forma de protesto.
    Estamos voltando a um tempo de aumento de controle do estado sobre a população, e isso, se não for cortado, vai aumentando, inclusive sobre outros setores da sociedade.
    Pensem nisso

  3. NELSINHO (FOTÓGRAFO)

    Agora sim! Muriaé esta igual a cidade de primeiro mundo, radares eletrônicos, armas não letais e daqui alguns dias vamos ter pedágio rs.rs.rs.rs.rs….

  4. A .40 E MAIS CONFIAVEL

  5. que fera agora tem mais segurança :)

  6. Pena que a Polícia Federal está sempre na frente dos Estados, sempre com mais recursos e mais eficientes. Mas ainda bem que pelo menos as polícias federais dispõem de tais recursos, melhor que se nenhuma delas os possuíssem. Lamentamos que as polícias estaduais não disponham de tais recursos, pois são as que possuem mais contato e mais situações que poderiam utilizá-las.

  7. o patati patata, tem mesmo q haver radares afinal olha o tanto de acidente que vem vitimando pessoas

  8. Ótima notícia! A sociedade ordeira e de bem espera que a cada dia a polícia esteja mais preparada para lidar contra as pessoas de má indole. Só mal elemento gosta de polícia despreparada. Parabenizo à PRF pelo seu trabalho…

  9. Está aumentando os acidentes devido ao aumento de carros nas estradas. Proporcionalmente, os acidentes continuam os mesmos ou até menores. Tem sim que aumentar a dificuldade de emissão de habilitação. Exigir mais aulas, experiencia viagem, coisas desse tipo, sem penalizar quem depende das estradas.

  10. cansado de ser enganado

    Efetivo uqe é bom mesmo nada. Sabiam que a Polícia Rodviária Federal é responsável também pelo policiamentpo ostensivo nas rodovias federais? Ou seja, não somente fiscalizar e atender ocorrências de trânsito, mas todo tipo de atendimento, portanto seu efetivo é pequeno para a demanda!

  11. ENQUANTO PERDEM TEMPO ESPERIMENTANDO ESTE TIPO DE ARMA,OS BANDIDOS SE ARMAM DE R-15 E NÃO ESTA NEM AI PRA ELES,O POVO DEVE ACORDAR PARA A REALIDADE E ENTENDER QUE ESTAMOS EM UM PAIS DE 3º MUNDO,E NÃO EM UM PAIS ONDE ESTE TIPO DE ARMA NÃO LETAL SÃO USADAS PELAS FORÇAS POLICIAIS DE PAISES DE 1º MUNDO,QUANTO AOS RADARES,ISTO E O RESULTADO DO QUE SE APLICA A UMA PARCELA DE MOTORISTAS QUE QUEREM FAZER DAS ESTRADAS UMA PISTA DE FÓRMULA 1

  12. Foi assim qui o zômi cumeçaro adominá o pranêta. Premêro fizéro maxado de pedra, dispois fizéro o fôgo, fizéro o purrête, o arco e as fréxa. Fizéro faca, facão e maxadinha. Istudaro mais mucadim e fizéro a pórva. Nus âno siguinte fizéro a garrucha, o revórve e o canhão inté chegá nas bomba tônica. Agora fizéro um trem de ispirrá vapô de pimenta e ôto qui dispara um rái de 220. Um vizim mêu levô um tiro dêsse trem que xegô a trincá a dentadura dêle.

  13. q fera 8-) quero ver alguem partir pra dentro:) vai toma choque

  14. o belermino vai me mata de ri kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  15. Não e a toa que Patati Patatá é nome de palhaço, ou de palhaços. As leis existem para regular o convivio em sociedade e os instrumentos reguladores sao usados naqueles que insistem em desrespeitar tais leis. Tenho certeza absoluta que cidadão de bem nao se preocupa com radar, pistola de descarga de energia, gás de pimenta, e outros mais.
    Radar só pega quem insiste em ultrapassar os limites de velocidade das vias. Armas não letais existem somente para serem usadas em pessoas que desrespeitam as leis ou os agentes da autoridade, oferecendo riscos a terceiros, aos Policiais ou até a si mesmo.
    Parabenizo à PRF por demonstar mais uma vez que existem meios de contenção de distúrbios, de prisao de pessoas que praticam atos ilícitos e oferecem resistências, meios estes nao letais.

  16. e risso ai qi agenta toma uma boncra dos zomi eu acho miais siguro
    :p

Comente esta notícia

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios devem ser preenchidos *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top