NOVAS NOTÍCIAS
 
Arnon
 
Laboratório Ótico


Série C do Brasileiro em Muriaé: Tupi x Guarani, domingo

DSC01036_620x465

O Estádio Soares de Azevedo, em Muriaé, será mais uma vez palco de um importante evento esportivo. Agora da Série C do Campeonato Brasileiro, quando o Tupi, de Juiz de Fora, enfrenta o Guarani, de Campinas. O jogo acontece neste domingo às 19 horas e 3.000 ingressos estarão à venda. O Tupi é o 5º em sua chave com 12 pontos e o Guarani, o 8º, com 10 pontos. Os times devem chegar a Muriaé nesta sexta ou sábado.



Futebol: Vai começar o Campeonato Amador Regional

ze_620x413

José Geraldo, presidente da LEM confirma o início neste final de semana

Começa neste final de semana o maior campeonato de futebol amador da região, o Campeonato Cidade ou Regional. “Está tudo pronto para o início do Amador 2014, depois de uma reunião muito boa na última terça-feira ficou decidido o início neste final de semana. Algumas equipes já se davam como certa na competição, mas devido alguns problemas particulares, que a gente entende perfeitamente, não estarão na disputa”, disse o presidente da Liga Esportiva de Muriaé, José Geraldo Pimentel Rocha. SAIBA MAIS SOBRE AS EQUIPES E CHAVES: 

CHAVE A: JUVENTUDE; PRADENSE; CATETE e VIA PARK. Rodada 1: União Pradense x Via Park – dia 02/08 às 15h, em Antonio Prado de Minas. Juventude x Catete – dia 03/08 às 10h30, em Muriae – Campo do Porto.

CHAVE B: PAULISTANO; DISTRITO; AMA; CRUZEIRO; SANTIAGO. Rodada 1: Santiago x Cruzeiro – dia 03/08 às 10h30, em Muriae – Campo do Operário. Ama x Distrito – dia 03/08 às 15h, em Miradouro. Folga Paulistano

CHAVE C: ESPORTE CLUBE LARANJAL; SÃO CRISTÓVÃO; MINEIRO; AMERICANO. Rodada 1: Americano x São Cristóvão – dia 03/08 às 10h30, em Eugenópolis. Mineiro x Esporte Clube Laranjal – dia 03/08 às 15h, em Barão.



Situação dos Hospitais Filantrópicos e Santas Casas é discutida em encontro realizado em Muriaé nesta quarta

DSC00524_620x465

Presidente da Federassantas, Francisco Figueiredo

DSC00486_620x465

O Provedor do HSP, Messias Soares Vardiero

DSC00492_620x465

O diretor do Hospital do Câncer de Muriaé, da FCV, Sérgio Dias Henriques

DSC00470_620x465

O administrador da Casa de Caridade Leopoldinense, Wolney Aguilar Silva

DSC00488_620x465

A diretora, do Hospital Anconcer, de Juiz de Fora, Adriana Barcellos

DSC00480_620x306

DSC00523_620x465

Um encontro da Federassantas – Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais – reuniu em Muriaé no Hospital São Paulo, representantes de todos os hospitais filantrópicos da Zona da Mata Mineira, onde há cerca de 50 instituições, e em todo o estado de Minas Gerais, em torno de 300. Nossa reportagem conversou com o Presidente da Federassantas, Francisco Figueiredo, que falou sobre a atual situação deste setor da saúde. “Hoje os hospitais filantrópicos e as Santas Casas passam por momento de um novo modelo, uma nova visão, mas principalmente uma proposta em que os governos sejam na esfera federal, estadual ou municipal, tem de estender a mão a esses hospitais que hoje mais 56% de atendimento SUS em Minas Gerais passam por eles e há vários estudos que comprovam que apenas 70% do custo são repassados pelo SUS, ou seja, há uma defasagem de 30% nos recursos repassados, bem como há uma necessidade de manter a qualidade dos serviços e para atender melhor a população, há necessidade de melhores recursos”, disse. O administrador da Casa de Caridade Leopoldinense, Wolney Aguilar Silva , disse que sempre participa e apóia as ações da Federassantas e com este processo de regionalização, o de trazer uma federação de nome nacional e de respeito, é de grande valia. “Vamos discutir problemas nacionais em nossa região, uma globalização localizada, vamos falar do salário dos médicos, dos funcionários, impostos, Corpo de Bombeiros, estrutura do SUS e tudo de acordo com nossa região. É um projeto pioneiro, uma conquista trazer a Federassanta até ao interior”. Já o provedor do Hospital São Paulo, de Muriaé, Messias Vardiero, disse que era uma satisfação da diretoria e provedores receberem no interior a Federassantas. “Queremos mostrar para todos os problemas que existem em cada hospital. O HSP está mais ou menos em dia, mas só Deus sabe como, pois as despesas sempre superam as receitas e no caso do SUS, em 100 consultas recebemos apenas 60, temos que cobrir esses 40 %. Aqui são 700 funcionários, é uma situação difícil, temos que debater, trocar experiência”, completa o provedor. O diretor do Hospital do Câncer da Fundação Cristiano Varella, Sérgio Dias Henriques, disse ser de suma importância o encontro que visa fortalecer a integração entre os hospitais. “Ainda mais que estamos vivendo momentos difíceis na saúde, principalmente no atendimento de média complexidade. De uma forma geral, o impacto é muito maior e dificulta o gerenciamento das instituições. A federação enquanto entidade, está aí para defender o interesse dos hospitais levando aos órgãos competentes o atual quadro, e buscar melhor forma possível de minimizar esses impactos que as instituições sofrem a cada dia.

Scroll To Top