Fiat Uno furtado no Centro é recuperado. Ladrão disse que usava o carro para dar uma volta e comprar droga

DSC03233_620x413

Rua onde o veículo estava estacionado entre 13h e 17h desta quinta-feira

DSC_0473_620x413

DSC_0477_620x413

DSC_0481_620x413

DSC_0480_620x413

HOMEM JÁ HAVIA FURTADO OUTROS VEÍCULOS EM ITAPERUNA E CATAGUASES. Um veículo Fiat Uno, vermelho, ano 96, duas portas, placa GKV 3909, de São Francisco do Glória-MG. O carro estava estacionado na região da Casa de Saúde, em uma das ruas do bairro Cel. Izalino e foi levado por volta das 17h. O veículo pertence ao ex-jogador de futebol, agora cantor, Geovani Valdiero, que havia emprestado para um amigo que durante o trabalho deixou o carro na rua Lacir Goulart de Freitas, por volta das 13 horas e com uma bolsa com diversos cheques. Durante toda a noite as viaturas de serviço da PM trabalharam também neste caso e às 04h5, foi abordado na Av. JK, região da Rodoviária, o Fiat Uno e no volante estava um homem de 32 anos, morador do Cerâmica. “O indivíduo confessou que furtou o referido veículo usando uma chave mixa para andar e usar droga. Trocou o estepe por duas pedras de crack na região do campo de futebol do Santa Terezinha e que jogou uma mochila vazia na estrada de chão região de Macuco. O veículo foi recolhido. O homem confessou também que já havia furtado nas cidades de Itaperuna e Cataguases e com ele estavam uma chave mixa e uma chave de um veículo Ford”, relata a PM. Reportagem: Silvan Alves/Paulo Victor.



Atropelamento na rua Santa Rita

DSC03198_620x413

Local do acidente antes da chegada dos Bombeiros, vítima teve apoio de populares

DSC03210_620x413

DSC03212_620x413

DSC03217_620x413

DSC03228_620x413

Uma senhora, já idosa, foi atingida por um carro na rua Santa Rita neste final de tarde e pode ter fraturado a perna. Segundo informações, o acidente aconteceu quando a mesma atravessava a rua, e o motorista mesmo tendo freado quando a viu, o carro ainda atingiu a mulher. Segundo os militares do Corpo de Bombeiros, a vítima fraturou o fêmur. Outras informações dão conta que a senhora é dona Maria Cecília, moradora do bairro Colety.



Uma Jararaca no Centro da cidade

DSC05218_620x465

DSC05220_620x465

DSC05226_620x465

Uma cobra Jararaca foi encontrada na manhã desta quinta-feira, por volta das 11h, na rua Coronel Domiciano, Centro, próximo a Vidraçaria São Paulo. “Segundo testemunhas, a cobra parece ter caído do fundo de um veiculo que estava estacionado no momento em que este saiu do local, sendo presa por um aquário pelos funcionarios da vidraçaria, que chamaram o Corpo de Bombeiros e fizeram a captura do animal”, disse o internauta Thiago Madriaga.



Reinaldo: “ideal para Muriaé são 17 vereadores”

DSC03076_620x413

DSC03071_620x413

“PELO PORTE DE MURIAÉ E NÚMERO DE HABITANTES, O IDEAL SÃO 17 VEREADORES, TEREMOS MAIOR REPRESENTATIVIDADE E ESTE AUMENTO NÃO IMPLICA NOS GASTOS”. Já está aprovado pela Câmara Municipal de Muriaé e de forma definitiva por 9 votos a Favor e 1 Contra, o Projeto de Lei que aumenta dos atuais 11 para 17 o número de cadeiras no Poder Legislativo Municipal para 2017. Segundo o Vereador Reinaldo Dornelas (DEM), que está em quinto mandato, presidiu a Casa em 1983 e que votou a favor do aumento, na histórica política do município, esta é a quarta vez que o Legislativo atua com 17 vereadores. “As outras foram nos governos Paulo Carvalho (1993-1996), Carlos Fernando Costa (1997-2000) e Odilon Carvalho (2001-2004), quando a Câmara aprovou a diminuição para 11 representantes. Segundo Reinaldo, Muriaé já contou com números variados de representantes na Câmara. “Até 1922, por exemplo, quando o prefeito era Dr. Olavo Tostes, o município era governado por cinco conselheiros (o prefeito e quatro membros, que eram os vereadores). Já nos anos posteriores houve muitas mudanças: de 1932 a 1936 (Edmundo Germano e Orlando Flores), a câmara tinha sete vereadores; de 1946 a 1954, com a reabertura da Casa Legislativa, pós-ditadura Vargas, o (Prefeito Cândido de Castro), eram 15 vereadores, o mesmo ocorrendo entre 1955 a 1958 sob a gestão de Antônio Soares Canêdo. Nos oito anos seguintes, de 1959 a 1962 (Dante Bruno) e de 1963 a 1966 (Hélio Araújo), a Câmara contava com 25 vereadores. 15 parlamentares atuaram na casa de 1967 a 1992, na gestão dos seguintes prefeitos: 1967 a 1970 (João Braz), 1971 a 1976 (Candinho de Castro), 1977 a 1982 (João Braz), 1983 a 1988 (Paulo Carvalho) e 1989 a 1992 (Cristiano Canedo), quando foi aprovada lei que aumentava para 17 parlamentares”, disse. SOBRE OS GASTOS: Reinaldo afirma que a mudança não vai implicar em mais despesas para os cofres públicos, pois tanto com 11 quanto com 17 vereadores, a câmara tem que ser administrada com o repasse de até 6% da arrecadação do município, que é feito pelo Executivo. “Sobre a quantidade aprovada, 17 vereadores, é constitucional conforme parágrafo IV, do art 29 da Constituição de 1988, que prevê “17 (dezessete) Vereadores, nos Municípios de mais de 80.000 (oitenta mil) habitantes e de até 120.000 (cento e vinte mil) habitantes”. Muriaé, segundo censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas – IBGE de 2010, tem população maior que 100 mil”, finaliza.



Acidente grave na Praça João Pinheiro. Idoso de 87 anos cai e é atingido por ônibus urbano nesta manhã

DSC03034_620x413

DSC03064_620x413

DSC03042_620x413

DSC03049_620x413

Marcelo é dono da moto que estava parada, pois iria estacionar

DSC03052_620x413

CB.BM. Ewald: “É um senhor idoso que sofreu fraturas múltiplas no braço direito”

DSC03058_620x413

Um idoso de 87 anos caiu e foi atingido pelos pneus traseiros do ônibus urbano da empresa Coletivos Muriaeense nesta manhã de quinta-feira. Segundo informações colhidas no local, o idoso havia acabado de descer do ônibus na Rua Marciano Rodrigues – Praça João Pinheiro – quando desequilibrou, segurou em uma moto que estava parada de frente para o estacionamento, e em seguida caiu, tendo o braço direito sido atingindo pelos pneus traseiros do ônibus – passaram por cima – provocando ferimentos graves e perda de muito sangue. De imediato, populares chamaram o Corpo de Bombeiros, comparecendo no local duas viaturas, e o resgate foi feito com rapidez e a vítima levada para o Hospital São Paulo. Veja agora a entrevista com Marcelo, dono da moto e testemunha deste fato trágico: “Eu cheguei nesta região e iria parar a moto no estacionamento e não tinha vaga, iria embora, mas vi um motociclista saindo e voltei lá na vaga e fui arrecadar um moto para estacionar e quando virei novamente, vi o ônibus parado e o senhor com o braço debaixo do mesmo. Fiquei assustado, apavorado, nunca passei por isso, agente vê acontecer com os outros, é complicado. Infelizmente no dia a dia deparamos com essa situação”. O militar do Corpo de Bombeiros, CB.BM, Ewald, também falou para nossa reportagem: “Trata-se de uma vítima idosa e a princípio o ônibus passou sobre o braço direito, teve hemorragia e fraturas múltiplas, sendo imobilizado conforme protocolo hospitalar e  levado para o Hospital São Paulo, onde vai receber melhores cuidados”. A Polícia Militar esteve presente no local através do Sargento Eller e a Perícia Técnica da Polícia Civil, através do perito Antônio Monteiro.



Cegonheiro é surpreendido por barreira na pista

DSC03023_620x413

DSC03011_620x413

DSC03009_620x413

DSC03001_620x413

DSC03004_620x413

DSC03015_620x413

DSC03018_620x413
DSC03025_620x413

Uma carreta “cegonheira” carregada com onze veículos tombou na BR-116 nesta manhã de quinta-feira. O acidente aconteceu próximo ao distrito de São João da Sapucaia, em Laranjal, 25 Km de Muriaé, e segundo o caminhoneiro, ele estava devagar, e quando fez a curva, foi surpreendido por uma barreira tendo perdido o controle do veículo saindo da pista, caindo em uma ribanceira. O motorista nada sofreu, pois estava com a cabine toda fechada e usava cinto. O policial rodoviário federal, Firmo, contou com a ajuda de funcionários de uma empresa de manutenção da BR-116, para organizar o trânsito no local, uma vez que apenas uma pista ficou liberada.

Scroll To Top